sexta-feira, 30 de setembro de 2011

A hierarquia do ocultismo no planeta terra


Os “sete” desconhecidos

Este grupo é citado no documentário de Jesse ventura sobre sociedades secretas. Existem poucas informações sobre ele, por este mesmo motivo ele é bastante misterioso, porém acreditasse que este último nível hierárquico antes de Ain Soph Aur, é composto pelo mais alto nível da magia judaica cabalística no mundo. Sete sumo sacerdotes do judaísmo talmúdico cabalista e que possuem contato direto com Lúcifer, ou Ain Soph Aur (definição hebraica). Também são chamados de sete principados. Estes sete sentem-se estando acima da raça humana, contudo discute-se se realmente são puramente humanos. Não se conhece a identidade de seus membros.


Os “nove” desconhecidos

Ainda no judaísmo talmúdico cabalístico, existem um pouco de mais referências sobre os “nove desconhecidos”, ou nove mestres ascencionados desconhecidos.

Ainda que haja especulações, não se conhece a identidade de seus membros. Esses dois grupos de “indivíduos desconhecidos” constituem verdadeiramente o que se chama de “os sábios de Sião”, controlam todo o ocultismo no planeta terra, porém por se tratarem dos níveis mais altos da hierarquia eles não se ocupam com política nem com a economia mundial, seus membros não se “rebaixam” à atuarem nessas frentes, pois isso é apenas para os subordinados que são hierarquias que vem abaixo.

Afastados das agitações religiosas, sociais e políticas, resoluta e perfeitamente dissimulados, os Nove Desconhecidos encarnam a imagem da ciência calma, da ciência com consciência. Senhora dos destinos da humanidade, mas abstendo-se de utilizar o seu próprio poder, essa sociedade secreta é a mais bela homenagem Possível à liberdade em plena elevação. Vigilantes no âmago da sua glória escondida, esses nove homens vêem fazer-se, desfazer-se e tornar a fazer-se as civilizações, menos indiferentes que tolerantes, prontos a auxiliar, mas sempre sob essa imposição de silêncio que é a base da grandeza humana.

As melhores referências:

(O livro de ouro das ciências ocultas – Friedrich W. Doucet)

Ao ser coroado (Napoleão) em 1804, já se reconciliara à muito com a igreja. Sua carreira incrivelmente rápida, general aos 25 anos, comandante supremo na Itália aos 27, regente único como cônsul vitalício aos 33 , fez nascer a suposição de que ele teria sido um eleito dos Nove Desconhecidos”.

No mesmo livro é mencionada uma venerável fraternidade de Além, a Irmandade da Luz, e além disto, uma numerosa associação no espaço cósmico, sob a denominação As Sombras. Isto talvez se refira à uma liga dos 144 mestres invisíveis, os predecessores falecidos dos já mencionados Nove Desconhecidos. Mas é preciso concordar com o autor quando ele diz que a ordem está espalhada por todo mundo. Seu objetivo é possibilitar à pessoas de nível mental elevado o intercâmbio com seus familiares. A ordem é uma escola para os mais altos e perfeitos conhecimentos que o mundo possa oferecer... Um dos mais nobres ideais da irmandade é ser uma escoa para pessoas torná-las mais úteis, mais fortes e consequentemente mais sábias e mais felizes”.

Em correlação com o governo individual de Júlio César à partir de 45 a.C, ele prenuncia para o ano de 2075 um detentor leonino do poder à testa do império ocidental Então, dentro de aproximadamente cem anos, a congregação dos sábios, provavelmente o tantas vezes citado grupo dos Nove Desconhecidos grão mestres de ordens científicas assumiria o governo do mundo formando uma regência universal. Esta, no entanto só duraria cerca de trezentos anos. Segue-se um levante de povos Asiáticos que atacam o reino. Em 2400, estabelece-se um regime ditatorial tecnocrático; logo à seguir, um soberano tolerante do signo de Leão se apossaria do poder, favorecendo o surgimento de uma nova forma de cristianismo, moldada à era de Aquário”.

Os “Iluminati”

Há muitos equívocos quanto esse grupo, pois basicamente ele é constituído de políticos, chefes de Estado, multimilionários, donos de multinacionais, etc. Todos os seus membros são praticantes de ocultismo alocados em sociedades secretas das mais diversas. Atualmente são chamados Iluminatis indivíduos poderosos da política e economia mundial.

Os Iluminatis da Baviera

Oficialmente esta é a sociedade secreta denominada Iluminati, fundada em 1 de Maio de 1776 por Adam Weishaupt e pelo barão Adolph von Knigge na cidade Ingolstadt, Baviera, atual Alemanha, tendo como influência a forte doutrina iluminista do século XVII. Adam Weishaupt era Jesuíta, contudo o nome original desta sociedade foi Antigos e iluminados profetas da Baviera (Ancient and Illuminated Seers of Bavaria, AISB), A ordem foi encerrada em 1788, foi “amassada pelo poder político dominante”; Em 1784, o governo bávaro baniu todas as sociedades secretas incluindo os Illuminati e os maçons.

Adam Weishaupt (1748-1830), fundador dos Illuminati da Baviera.Um movimento de curta duração de republicanos livre-pensadores, o ramo mais radical do Iluminismo – a cujos seguidores foi atribuído o nome de Illuminati (mas que a si mesmos chamavam de “perfectibilistas” ou "perfeccionistas") – foi fundado a 1 de Maio de 1776 pelo professor de lei canónica e jesuíta Adam Weishaupt, (falecido em 1830),[1], e pelo barão Adolph von Knigge, na cidade de Ingolstadt, Baviera, atual Alemanha.[2] . O grupo foi fundado com o nome de Antigos e Iluminados Profetas da Baviera (Ancient and Illuminated Seers of Bavaria, AISB), mas tem sido chamado de Ordem Illuminati, a Ordem dos Illuminati e os Illuminati bávaros. Na conservadora Baviera, onde o progressista e esclarecido Eleitor Maximiliano José III de Wittelsbach foi sucedido em 1777 pelo seu conservador herdeiro Carl Theodor, e que era dominada pela Igreja Católica Romana e pela aristocracia, tal tipo de organização não durou muito até ser suprimida pelo poder político. Em 1784, o governo bávaro baniu todas as sociedades secretas incluindo os Illuminati e os maçons. A estrutura dos Illuminati desmoronou logo, mas enquanto existiu, muitos intelectuais influentes e políticos progressistas se contaram entre os seus membros. Eles eram recrutados principalmente dentre os maçons e ex-maçons, juravam obediência a seus superiores e estavam divididos em três classes principais: a primeira, conhecida como Berçário, compreendia os graus ascendentes ou ofícios de Preparação, Noviciado, Minerval e Illuminatus Minor; a segunda, conhecida como a Maçonaria, consistia dos graus ascendentes de Illuminatus Major e Illuminatus dirigens, esse último algumas vezes chamado de Cavaleiro Escocês; a terceira, designada de Mistérios, estava subdividida nos graus de Mistérios Menores (Presbítero e Regente) e Mistérios Maiores (Magus e Rex). Relações com as lojas maçônicas foram estabelecidas em Munique e Freising, em 1780. A ordem tinha ramos na maior parte dos países europeus, mas o número total de membros parece nunca ter sido superior a 2000 durante o período de dez anos..[2] O esquema teve a sua atração para os literatos, como Goethe e Herder, e mesmo para os duques reinantes de Gota e Weimar. Rupturas internas precederam o desmoronamento da organização, que foi efetivado por um édito do governo bávaro em 1785. A ordem foi encerrada em 1788.

O Paladium

Ordem Palladium é um nome de uma alegada sociedade secreta satanista teísta ou membro dessa sociedade. O nome Palladiano vem de Pallas e refere-se à sabedoria e aprendizado. Trata-se de qualquer relação com o estilo palladiano de Andrea Palladio.

O Palladium seria uma seita anti-cristã esotérica fundada no século XIX por altos representantes da Maçonaria. O termo aparece numa suposta correspondência entre Albert Pike e Giuseppe Mazzini. Para os Palladistas, o ídolo era a imagem do Baphomet dos Templários. E o ápice da cultura intelectual satanista, ou melhor, a adoração a Lúcifer como o princípio da laicidade e da iluminação, é a Ode a Satanás de Giosuè Carducci sua máxima expressão poética. Os mestres maçons gestores da sociedade seriam também chamados de Illuminati ou "invisíveis". Lewis Spence, na An Encyclopaedia of Occultism (1920), afirmou que "A Ordem de Palladium, fundada em Paris em 20 de maio de 1737, ou Soberano Conselho da Sabedoria" foi uma "ordem maçónica diabólica". As mulheres, de acordo com Spence, eram iniciadas como "companheiras de Penélope". A sociedade tinha duas ordens "Adelfos" e "companheiro de Ulisses", no entanto, a sociedade era dividida pela aplicação da lei francesa, alguns anos após a sua fundação .

Em 1891, Léo Taxil e Ricoux Adolphe alega ter descoberto a Ordem Palladiana. Um livro francês de 1892 Le Diable au XIXe siècle ("O Diabo no Século XIX", 1892), escrito pelo "Dr. Bataille" (na verdade o próprio Léo Taxil) alega que os Palladistas eram satanistas baseados em Charleston, Carolina do Sul, liderada pelo maçom americano Albert Pike e criado pelo autor e patriota italiano liberal, Giuseppe Mazzini.

Uma suposta Diana Vaughan publica Confissões de uma Ex-Palladista em 1895. Em 19 de abril de 1897, Léo Taxil convocou uma conferência de imprensa em que, segundo ele, iria introduzir Diana Vaughan com a público. Na conferência em vez disso, anunciou que suas revelações sobre os maçons eram fictícias. Ele agradeceu ao clero católico para a sua assistência em dar publicidade a suas alegações selvagens .


Ordo temmplis orientis (O.T.O)

Ordo Templi Orientis (ou O.T.O.) é uma organização ocultista , remontando de1895 e possivelmente sido fundada em 1906 por Franz Hartmann e Theodor Reuss logo após a morte de karl Kellner,que teria sido um dos percusores do estudo da ordem.

A O.T.O também é conhecida genéricamente como integrante do circulo de sociedades secretas germânicas. Em 1912, Reuss no periódico Oriflamme teria dito que a Ordem tinha posse do grande segredo Hermético , sendo que após a morte do próprio em 1924 , Heirich Tränker teria feito de tudo para ter esse pretenso segredo , embora sua existência no poder da O.T.O. é deveras duvidoso. Em 1925, Aleister Crowley, tempos depois de ser expulso da Golden Dawn reformulou a Ordo Templi Orientis, tornando ela uma das principais representantes do movimento telêmico.

OUTRAS ORDENS SECRETAS PODEROSAS: A HIERARQUIA DO SATANISMO

Como funcionam: os grupos inferiores servem de porta de entrada para leigos e indoutos. É a mão-de-obra. A infiltração em todos os ramos sociais. Trabalho de base, de extrema importância, manter as pessoas preocupadas com isso prá não perceberem as manobras reais, tática de guerra, é como mágica: olhe essa mão enquanto o truque é feito pela outra mão. Entendeu o trocadilho? Mão. Esqueça parapsicologia, espiritismo, religião, satanismo, goétia, etc. Tudo isso é 1% do real, é para leigos, para o povão. Nesses grupos inferiores alguns se enveredam pelas religiões, outros pela atratividade do poder, do dinheiro ou do sexo. Os poucos que permanecem se acham os “fodões”. Nada disso. Poucas pessoas entram na Irmandade. É como se fosse a Maçonaria não registrada em cartório. Se os maçons são uma sociedade não-secreta, mas com segredos, a Irmandade é uma sociedade com segredos e secreta. Eles são a elite intelectual do mundo, os escolhidos. Porque muitos são chamados, mas poucos os escolhidos. Já nos grupos superiores há muito desconhecimento. Especula-se que os Nove são políticos ou pessoas que comandam tudo. Os Sete poderiam ser principados espirituais.

Ordem de Dagon

A Ordem Esotérica de Dagon é uma rede internacional de magistas, artistas e outros visionários que estão explorando os ocultos mistérios inerentes nos escritos de horror e fantasia do escritor da Nova Inglaterra Howard Philips Lovecraft (1890-1937).

Templo de set

O pouco que sei sobre Templo de Set foi o que consegui através de algumas revistas e alguns sites. Pouco mesmo. Parece que todos se recusam a falar no assunto (impressão minha), e é bem complicado tentar entender como funciona a coisa. Vamos lá. Segundo os setianos, existe uma "consciência" no homem, que na maior parte das pessoas, permanece escondida durante toda uma vida. Daí a necessidade de conhecê-la, descobrí-la e usá-la. Partindo de que a sociedade convencional é constituída de "homens adormecidos", sendo condicionados à tudo e todos que estão ao seu redor, seria de suma importância o homem aprender a pensar, a raciocinar e entender as coisas, sem atribuir a um deus imaginário qualquer fenomêno de difícl compreênsão. O que ele não compreende, vira produto da "vontade divina", e seguindo a máxima dos crentes "Não devemos ousar entender Deus e seus Mistérios". O que o Templo de Set propõe, é que descubramos a verdade por trás das coisas e que nos livremos de tais fantasias.

Como disse Aleister Crowley: "não há nenhum deus senão o homem".

No que diz respeito à Magia Negra, os setianos encaram-na como expressão máxima da vontade do homem, maneira pela qual perseguem metas e traçam objetivos, sem associação alguma à malefícios ou sacrifícios de animais e de pessoas. O ponto a ser observado é o seguinte: na Magia Branca, realiza-se a vontade de Deus, e não a do homem. Na Magia Negra, tendo o homem como seu próprio Deus, a sua vontade é realizada, usando seres inferiores no auxílio da realização desta, alcançando assim a expressão mais divina de si mesmo.

Estrutura do Templo Setiano

A Atmosfera deliberadamente individualista do Templo de Set não é facilmente condutora a atividades em grupo em uma rotina ou base programada. Ná existem "dóceis seguidores", e sim filósofos e magistas que cooperam. A autoridade do Templo é mantida pelo chamado Conselho dos Nove, o qual indica o Sumo-Sacerdote de Set e o Diretor Executivo. Os Iniciados são reconhecidos segundo seis graus: Setiano Iº, Adepto(a) IIº, Sacerdote/Sacerdotisa de Set IIIº, Magister/Magistra IVº, Mago/Maga Vº e Ipsíssimus/Ipsíssima VIº. O conhecimento do Templo de Set se torna disponível através de algumas coisas: uma extensa lista de leitura de trabalhos publicados em 24 campos especializados, a publicação "Scroll of Set" ("Pergaminho de Set"), as publicações de várias ordens especializadas do Templo e a série de enciclopédias intitulada Jeweled Tablets of Set (Tábuas preciosas de Set). Os conteúdos das Tábuas mudam periodicamente, na medida em que idéias são aperfeiçoadas ou refutadas. A Scroll, publicação das ordens e Tábuas, é produzida de forma simples e barata para evitar excessivos custos em publicações frequentemente revisadas. Muitos iniciados ficam distantes um do outro e em função disso o Templo de Set mantém um sistema organizacional equipado para atendê-los à distância, em vez de utilizar Igrejas. No entanto, existem Pylons, uma espéice de fórum corporativo e interativo para iniciados individuais. Cada iniciado deve afiliar-se à um Pylon, no prazo máximo de um ano de sua admissão no Templo. O Templo providencia aos iniciados uma cópia pessoal da Crystal Tablet of Set (Tábua de Cristal de Set), que contém uma série de informações organizacionais, filosóficas e mágicas pertinentes à qualificação como adepto. Há um tempo limite de 02 anos para cada novo Setiano se qualificar para o reconhecimento como adepto. Caso isto não ocorra, sua afiliação será cancelada. Existem várias ordens dentro do Templo, cada uma correspondendo à uma área específica das artes e ciências mágicas. O adepto deve filiar-se à uma Ordem que reflita seus interesses e aptidões pessoais. O conhecimento de todas as Ordens fica à disposição a todos os iniciados do Templo. Os Setianos podem e devem se comunicar uns com os outros,e para isso existe uma lista de Inter Comunicação contida na Tábua de Cristal e Conclaves periódicas são agendadas em bases regulares, nacional e internacionalmente. Existe também o Glinda, um computador database e bulletin board system (BBS) acessível somente à Setianos, que serve como um depósito para uma biblioteca sempre crescente de documentos do Templo. A afiliação com o Templo é mantida em segredo, conhecida apenas pelo Sacerdócio.

Irmandade trieste (Itália)

Esse grupo é o elo de ligação entre os grupos inferiores e superiores. Sua religião: Cabala. Sua filosofia de vida: thelemica, a grosso modo, ou, se preferirem, o Caminho da Mão Esquerda. Objetivo: Nova Ordem Mundial, muito parecida com os ensinamentos da Era de Aquário e Nova Era (que são parte dos grupos menores).

Ordem da serpente negra (Haiti)

O sistema operado pela Tradição da Serpente Negra ou “Le Couleuvre Noire”, é um sistema de Woodoo ou Vodu um tanto diferente da Tradição Vodu religiosa praticada no Haiti porque conserva dentro das Tradições Ancestrais iniciáticas de origem Atlante que passaram a certas regiões da costa ocidental da África, e que de certa forma era secreta e sobreviveram até a chegada da raça branca. Este sistema foi incorporado no sistema de estudos da O.T.O.A. Este sistema foi trazido até nós através do Sr. João Gabriel Huntz a.k.a (as.knowas) Frater Bapphomet que vem desenvolvendo um excelente trabalho iniciático junto à E.I.E. Caminhos da Tradição, à Ordem Franco Maçônica da Centúria Dourada e a S.O.T.O. O referido Frater além de ser membro de diversas Ordens Iniciáticas na Europa é também iniciado nas Tradições Haitianas do Vodu Rada e Petro.

Palo Mayombe

Palo, ou Las Reglas de Congo são grupos de denominações estreitamente relacionadas de origem Bantu desenvolvidas por escravos vindos da África Central em Cuba. Outros nomes associados com as diversas ramas desta religião incluem: Palo Monte, Palo Mayombe, Brillumba, Kimbisa. A palavra "palo" é aplicada na religião em Cuba devido ao uso de estátuas entalhadas em madeira ou palo (pau) para construir o altar, outro significado mais próximo da religião descreve a equivalência entre a palavra "palo" com a de "árvore", sendo os locais onde habitam os espíritos na África. Os seguidores do "Palo" são denominados "paleros" ou Nganguleros". A associação é por iniciação numa "casa" ou "Templo". A estrutura organizacional segue o modelo de uma família.

(Esta exposição de sociedades secretas tem como única intenção o compartilhamento de informações que “cismam” em ficarem ocultas, porém não é de minha intenção promover qualquer espécie de admiração e reflexões demasiada longas acerca deste tema. Esta pesquisa veio sendo feita há muito tempo e sem ser prioritária para mim, entendo que o discípulo de Jesus não deve se ocupar muito com essas coisas. Porém eu sou um pesquisador voraz por conhecimento e não deixaria este tema de fora de uma postagem aqui no blog)

Madara.