terça-feira, 31 de julho de 2012

Jovem de 17 anos é preso após mandar tweet maldoso a britânico derrotado em Londres

(Clique na imagem acima para ver o vídeo)

Notícia: Se não bastasse a decepção de não conseguir uma medalha olímpica nos Jogos de Londres, o saltador britânico Tom Daley ainda teve que lidar com 'abuso' em sua conta oficial no Twitter. "Você decepcionou o seu pai, espero que saiba disso", foi a mensagem recebida pelo atleta na rede social. O pai de Daley morreu recentemente em função de um tumor cerebral. Um jovem de 17 anos, suspeito de ser o autor do tweet, foi preso na Inglaterra. Clique no player acima para entender melhor a história!

COMENTÁRIO A última hora
O espírito olímpico combiana perfeitamente com o espírito da Nova Ordem Mundial, da vigilância e da punição dos mais pequenos e ridículos comportamentos. Este caso serve para demonstrar é doentia a mentalidade dos psicopatas que comandam este jogo macabro. É importante notar a frase: "O adolescente foi preso por comunicação maliciosa". PQP... Descukpem mais dessa ve não deu pra segurar, este é o mesmo pensamento punitivo que existe no mundo Islâmico, aonde comportamentos ditos imorais tornam-se crime, ou seja; algo que é restrito à moralidade passa à ser assunto do poder judiciário. É meus irmãos, percebam, que esta é a essência da Nova Ordem: o Estado no comando de tudo!

sexta-feira, 27 de julho de 2012

A Origem Satânica do militarismo 1

Irã promete apoio “imutável” para a Síria

O Irã prometeu mais apoio para a Síria em meio à crescente “pressão externa” e prometeu não deixar seu aliado “sozinho em tempos difíceis.”

Dado que os poderes se uniram para danificar a nação síria, a posição do Irã para a Síria é imutável – que estará sempre por seus irmãos sírios”, o presidente do Irã primeiro vice, Mohammad Reza Rahimi, disse na quinta-feira, satisfazendo simultaneamente o vice da Síria e primeiro-ministro, Omar Ibrahim Ghalawanji, em Teerã.

O secretário de Nacional do Irã, do Conselho de Segurança, Saeed Jalili, chamado as relações entre o Irã e a Síria de “estratégica”, dizendo que Teerã está pronta a apoiar Damasco “mais do que antes, em face da pressão externa.” Em resposta, Ghalawanji expressou sua gratidão ao Irã, enfatizando que o Ocidente “sanções cruéis” contra a Síria ter batido o povo sírio mais do que afetaram o governo.

Fonte: Liberta-te.org

RT Notícias (Texto completo)


América Latina: é “Primavera árabe” vindo para cá?

Uma onda de protestos se desenrolou na Venezuela, Equador e Bolívia – no intuito de que países tomem uma posição forte contra os EUA e suas políticas de aliados na região. Estamos testemunhando uma “Primavera latino-americana”?

Iluminando o jogo

É esta abrindo o caminho, coisas muito piores estão por vir? Aqueles que “acender o fósforo” e que disparam protestos populares e agitações tem aprendido muito bem à partir de sua “árabe Primavera” a experiência de como atiçar as chamas em incêndios com catastróficos sociais.

Alguns sinais de alarme estão começando a sair em países como Venezuela, Equador e Bolívia, cujos presidentes – Hugo Chávez, Rafael Correa e Evo Morales, respectivamente – não estão jogando para a melodia tocada pelos EUA e seus aliados, que durante mais de um século exerceram a dominação colonial/econômica sobre a América Latina.

Venezuela, Bolívia e Equador insistem em manter relações estreitas com os EUA e seus aliados, tendo com a marca de “estados párias”, nomeadamente, Irã, Síria e, até o do assassinato público de Muammar Gaddafi: Líbia. Eles foram, portanto, destinado a tornar-se cabeças de ponte para uma vinda “latino-americano da Primavera” da insurreição de engenharia?

Fonte: RT Notícias

Irã ameaça ‘eliminar’ qualquer intervenção na Síria

O regime do Presidente Bashar al-Assad tem amigos na região prontos “a atacar” em caso de uma intervenção na Síria, diz um comandante da Guarda Revolucionária do Irã. O alerta foi especialmente enviado para os que odeiam países árabes. “Nenhum dos amigos da Síria ou a grande frente de resistência ainda não entrou em cena, e no caso em que isso aconteça, golpes decisivos serão atingidos no inimigo, especialmente os governantes árabes odiados“, o general Masoud Jazayeri, um porta-voz do Joint Chiefs of Staff país, disse à agência de notícias Fars.

Nenhum país em particular, foi mencionado. O Irã continua à ser um aliado-chave de oficial de Damasco, enquanto os líderes desses países do Golfo, como Arábia Saudita, Jordânia ou Qatar apoiar abertamente rebeldes sírios. A retórica beligerante ouvida do Irã vem em cima do câmbio sobre armas químicas da Síria e seu arsenal biológico, que o país árabe prometeu segunda-feira não usar contra sua própria população, mas apenas para combater “os agressores estrangeiros.”

Esta foi a primeira vez que arsenais da Síria tornaram-se uma realidade oficial, uma vez que a nação é um dos seis não-signatários da Convenção sobre Armas Químicas de 1992. Os supostos estoques da Síria, incluindo o gás mostarda, bem como mísseis Scud, são seguros de acordo com o seu Ministério das Relações Exteriores. Relatórios da mídia dizem que as armas estão sendo afastados dos locais de confrontos graves entre os pró-regime e as forças da oposição.

Uma torrente de advertências inunda Damasco após as declarações, como funcionários da UE e das Nações Unidas manifestaram as suas preocupações sobre o possível uso do arsenal químico.

Na terça-feira, a Rússia disse que espera que a Síria irá cumprir um protocolo de Genebra ratificado pelo país árabe em 1968. O documento proíbe a utilização, produção ou estocagem de armas químicas. Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse que “pressupõe que as autoridades Sírias continuaram rigorosamente à cumprir suas obrigações internacionais assumidas.”

Fonte: RT Notícias

quarta-feira, 18 de julho de 2012

"Ditadura não tem nada a ver com a conspiração contra Assad"

SAIBAM O QUE REALMENTE ESTÀ OCORRENDO NA SÍRIA
A conspiração do Ocidente contra o governo de Bashar al-Assad não é devido a um desagrado das ditaduras, mas porque o regime sírio se recusa a seguir as ordens ocidentais, afirma parlamentar britânico George Galloway em entrevista à RT.
 
O membro fundador do Partido Respeito de esquerda, que cerca de três meses atrás alegou que alguns chamavam "a vitória mais sensacional da história política britânica", discute com a política interna e externa Laura RT Smith da Grã-Bretanha.

RT: O que é preciso quebrar o monopólio de três partidos no poder, para vencer uma eleição na política britânica?
George Galloway: É uma Everest de um desafio, porque, em primeiro lugar, o comando partes grande quase toda a atenção dos meios. E a mídia é um meio através do qual a maioria das pessoas começar suas idéias políticas e notícias. Em segundo lugar, porque você geralmente não possuem um fator de credibilidade crítica, as pessoas têm dúvidas de que eles vão estar fazendo outro do que jogar seu voto fora, votando em candidatos que podem estar mais perto de sua xícara de chá, mas é improvável que ganhar ...

Mas se você tem essa massa crítica de escárnio sentia no país contra os três grandes partidos, como costumo dizer, "se uma parte traseira poderia ter três bochechas" - esses três partidos são os três faces. Os três principais partidos estão de tal forma que você não poderia escorregar um papel de cigarro entre eles. Eles todos aceitam que a austeridade é a medicina, alguns coddle sobre a dosagem eo horário da tomada do medicamento. Mas o todo-aceitar é que a massa do povo deve pagar o preço para os crimes e os erros de pessoas ricas e poderosas.

Em segundo lugar, todas elas suportam regra da Grã-Bretanha em ir ao redor do mundo, invadindo países de outras pessoas, ocupando-as e gastando bilhões, em alguns casos centenas de bilhões, de dinheiro suado que o povo suou para - em armas e guerras.

Então, se você pode vir e dizer: "Nós não acreditamos que as pessoas comuns devem pagar o preço por essa crise e nós não acreditamos que a Grã-Bretanha deveria estar ocupando países de outras pessoas, em primeiro lugar nas fileiras de aqueles que defendem uma nova invasão e uma nova ocupação, como o Sr. Haia (William Hague, ministro das Relações Exteriores britânico) está fazendo sobre a Síria, por exemplo, no momento.

Nós simplesmente rejeitar isso. Nosso paradigma é completamente diferente.
RT: Você acha que há uma maior desconexão entre a política eo eleitorado, o povo?
GG: Sim, as pessoas têm dos políticos tradicionais em desprezo. Eles sabem que os políticos tradicionais, centenas delas, quase todas elas, foram saquear os bolsos das pessoas nas despesas parlamentares - que foi um grande escândalo. Temos realmente falha sistêmica na Grã-Bretanha. A mídia está em julgamento, os banqueiros estão em julgamento, os políticos foram levados a julgamento e condenado há muito tempo. Eu, que está intocado pelo escândalo despesas, não reivindicar quaisquer despesas em tudo, e tem um historial de atacar a propriedade bilionário magnata dos meios de comunicação britânicos. Eu sou visto como uma voz anti-política contra o sistema político. Bingo, que ganhou um jackpot.

Fonte: RT Notícias (Tradução Google Tradutor)

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Pesquisador em Hebraico Arcaico e Etimologia das Palavras

Esse é o pesquisador e expert em hebraico arcaico e etimologia das palavras? Hummm...
De 2008 até 2012 são 4 anos, e se ele tinha apenas o ensino médio naquela época, como ele poderia ter algum mestrado, se os cursos universitários são de 4 à 5 anos de duração, apenas para o bacharelato? O vídeo famoso dele é dos idos de 2008/2009, então ele tem só o 2º Grau completo.
 
À não ser que ele tenha mentido para a Justiça Eleitoral - Ou talvez os seguidores dele deveriam de ficar mais espertos, por que ele nunca afirmou que possui qualquer qualificação acadêmica sobre o assunto, na melhor das hipóteses se apresentando com o título genérico de pesquisador, ou seja, aquele que pesquisa um determinado assunto.

Considerando que basta digitar qualquer coisa no Google e apertar "enter" para ser um pesquisador, acredito que até mesmo uma criança de 10 anos de idade poderia perfeitamente alegar que é um pesquisador também.

O problema é que ele alega ser "conhecedor"de hebraico, aramaico, e etc...Ora, a maioria das pessoas conhecem que esses idiomas existem, então a maioria das pessoas também são "conhecedoras".

Por exemplo, eu conheço que o idioma chinês existe, então eu posso alegar que sou "conhecedor de Chinês", mas isso não significa que eu saiba falar chinês, ou que eu saiba escrever chinês, ou sequer ter qualquer o conhecimento mas mínimo do mínimo do idioma chinês, por tanto, é bom prestar atenção nos títulos que as pessoas dão para si mesmas, pode parecer importante e pomposo, mas pode significar simplesmente nada.

E não adianta pedir copyright da imagem, nem dos dados que aparecem, por que são da Justiça Eleitoral, e são públicos mesmo. Todo o político é um homem de vida pública, mas se você não queria que sua vida fosse pública, por que se tornou político? Também não adianta pedir calúnia ou difamação, ao menos que você queira processar o TSE ou o TRE do seu estado por liberar seus dados, e te garanto que você será extremamente infeliz se tentar fazer isso. E não adianta pedir discriminação religiosa, eu tenho o direito de não acreditar em absolutamente nada que você ensina ou prega, e tenho o direito de eu acreditar no que eu quiser.

E eu tenho o direito de SUSPEITAR que "a prova de tudo" aquele programa da madrugada, de baixa produção e baixa audiência, aonde o nome de Deus é afirmado ser Yaohu, na verdade, ele estava lá sendo entrevistado, simplesmente por que ele era candidato a vereador, e não por que fosse expert de qualquer coisa que seja.

E ainda, eu tenho direito de SUSPEITAR que Aldo Vilela, o apresentador do programa Conversa na Madrugada, apenas oferecia o seu programa por pura intenções políticas, entrevistando candidatos de todos os partidos políticos que tivessem interesse em se projetar midiaticamente.

Na verdade, a TV Jornal de Recife (SBT, canal 2) retransmitia para toda o estado de Pernambuco e região, o programa Conversa na Madrugada, com apresentador Aldo Vilela, que era um programa de variedades, e tal programa já foi extinto, e Aldo Vilela hoje está na rádio CBN Recife, 90,3 FM.

Pelo que eu saiba, todas as vezes que temos um jornalista da TV se refugiando numa rádio, é por que ele fez escolhas políticas erradas, e pedras foram colocadas em seu caminho.... Me desculpe, quanto mais eu investigo esse negócio de hebraico arcaico, mais bizarra essa história fica. Mas se você quiser acreditar em cada palavra que Luiz Cláudio diz, como se fosse a maior verdade do universo, vai fundo, e seja feliz.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

TQRPNC 6 - Resposta ao desafio do Silas

MMA: cultura da violência em prol de uma identidade nacional



Quem não se lembra da clássica luta do filme Rock V nos anos 80, aonde Rock Balboa (EUA) venceu um difícil duelo contra um adversário Russo? (não lembro nome) Pois bem, muitos até hoje desconhecem a metáfora inclusa naquela obra de ficção. Ainda no ambiente da guerra fria (União Soviética X EUA) a indústria cinematográfica, como sempre um aparelho ideológico do Estado, para falar como Althusser, mobilizou seus esforços para promover no imaginário popular a crença na superioridade americana sobre a Rússia. Pois bem, este caso não é isolado, e para quem estuda um pouco de filosofia e sociologia até um tanto comum na fabricação do entusiasmo nacional nos países que são, ou que estão se transformando em potências mundiais.

Desde o início, nas chamadas apresentadas pela televisão ficou claro que tudo não passava de uma grande armação. Os insultos feitos pelo adversário Chael Sonnen deixamram claro a intenção oculta que está por de trás deste esporte que virou febre entre as mentes mais alienadas deste miserável país. Não é preciso ter mais que um neurônio para perceber que tudo não passou de uma grande armação, de propaganda de uma suposta superioridade brasileira sobre os EUA.

Ao ver os comentários pela internet não me restaram dúvidas de que todo aquele circo armado em torno da luta entre Anderson silva e o tal Chael Sonnen não passou de uma armação para a promoção de uma renovação no patriotismo brasileiro que se encontra em decadência, posto que a vibração e a confiança pela seleção brasileira de futebol não vai lá muito bem na grande massa. Devemos lembrar que o Brasil é um país que está sendo altamente divulgado pelo mundo como nova potência emergente, e nestes casos, as elites nacionais tratam rapidamente de pôr em ação planos de manipulação comportamental à fim de que seus cidadãos sintam-se motivados em “trabalhar pelo progresso da pátria”. Quem não se lembra do slogan: sou brasileiro e não desisto nunca! Ora, esta foi uma das mais descaradas manipulações de comportamento já feitas nas últimas décadas; visando a criação de um orgulho em ser brasileiro, de um patriotismo fundamentado no esforço pessoal, no trabalho e na perseverança em ser “um homem de bem”: a velha ética materialista socialista/burguesa de amor ao trabalho e à prosperidade. O sef mad man americano, o homem que se fez à si mesmo, que era pobre e subiu na vida... E todas essas idiotices que só encontram espaço em cérebros de jumentos incapazes de julgar criticamente a mensagem que recebem.
 
Ora meus filhos, na construção de uma identidade nacional, isto é; de uma cultura de nacionalismo, é necessário uma coisa chamada união: união cultural, e na cultura estão embutidos vários elementos, como a música, a literatura... Porém no Brasil o elemento mais eficaz para cativar os afetos populares sempre foi o esporte. É necessário portanto uma mínima unidade de estilo, quando aquele estilo de vida se vê unificado em todo o território nacional vemos ali uma fórmula pronta para ser chamada de cultura nacional.

O estímulo narcótico do patriotismo é idealizar sobre um indivíduo, que de ante-mão esclarecemos ser mentalmente domesticado, a inversão dos valores que o fazem sentir-se superior, com um ar heróico. Estabelece sentido sob a forma da subordinação, da recompensa que se espera pelo dever cumprido; o que nele atua? Um alucinógeno conspirativo. Esse patriotismo tem sido acrescido no meio evangélico após essa virada de milênio, que vem crescendo gradativamente a moralização na sociedade pelos meios de controle da mesma que são nada mais que massas de manobra para fins ocultos. (A autópsia da igreja)
 
O sentimento patriota me dá a sensação de felicidade por ser um subordinado, sinto-me agraciado por pertencer àquele grupo social sendo apenas mais um em todo o rebanho útil aos subordinadores.

INSTRUMENTOS
Nada melhor do que a invenção de um inimigo externo para o fortalecimento e efervescência do sentimento coletivo. E neste caso, ninguém melhor do que um americano, para ensoberbecer a cultura brasileira em tê-lo vencido, pois no imaginário popular existe a vinculação da imagem típica de uma batalha entre EUA X Brasil.
O CLAMOR DO POVO
Nessas ocasiões devemos prestar atenção no comportamento das pessoas e nas frases que elas usam para exprimir seus sentimentos de satisfação e reprovação. Na internet, na fila da padaria quando fui comprar pão e até em casa ouvi coisas do tipo: “Quero que Anderson enfie a porrada nesse Filho da Puta”, ou “O Anderson vai massacrar ele”, e incentivos do tipo: “estoura a cara dele Anderson!”. Todas estas demonstrações de raiva e cólera mostram o quanto enfeitiçado está o gado humano. Prontos para o abate.

A PROVA FINAL
O fato que me deu a intuição certeira de que a luta era uma armação circense foram as provocações feitas por Chael Sonnen antes da luta, em humilhava não só Anderson silva mas também desrespeitava o Brasil como um todo. Vi depois uma declaração do Anderson silva na internet: “ele me desrespeitou, desrespeitou a minha família, desrespeitou o Brasil...” Galvão Bueno declarou: O Anderson está encarando essa luta como uma vingança! Ou seja; todas essas evidências deixam claro a finalidade pela qual tudo foi construído. O Brasil é um país emergente, todas as atenções estão voltadas para cá. Não faltarão esforços em propaganda para promover este país tanto fora quanto dentro. Não preciso nem imaginar o quanto será explorada esta vitória do Anderson silva para aplicação deste alucinógeno chamado patriotismo. A nova droga cultural chama-se MMA, ela é mais forte do que a antiga maconha (futebol) e do que a velha cocaína (religião) simplesmente porque aflora os instintos belicosos e sanguinários do povo, que já possui como paixão o militarismo fascista/genocida (filme Tropa de elite).
Podemos certamente esperar outras iniciativas de manipulação comportamental daqui pra frente. Assim como na soma: dois mais dois são quatro, não tenho dúvida nenhuma de que houveram cristãos evangélicos torcendo pelo “massacre” brasileiro sobre o lutador americano, e de que esta avalanche de patriotismo fundamentado na agressividade e no poder belicoso de um indivíduo tem como alvo principal a progressiva desconstrução da psicologia da boa nova de Jesus, na mente dos jumentos humanizados. A psicologia da mansidão e da não-resistência, que sempre foi hipócrita, mas existia, perde mais e mais espaço. Já de muito tempo o que vale é o olho por olho e dente por dente, estabelecido na cultura como padrão correto de se comportar.