domingo, 2 de novembro de 2014

Silas Malafaia: o Lactâncio brasileiro

O poder do império Teocrático brasileiro


Melhor ser aquele que controla o imperador do que ser o imperador…


Esta é a idéia básica de todo bom conselheiro: controlar aquele que governa. Na história do cristianismo nós encontramos um personagem que se identifica perfeitamente nesse conceito acima apresentado, seu nome é Lactâncio. Lactâncio foi conselheiro religioso do famigerado imperador de Roma Constantino, era quem o guiava nas direções à respeito da fé cristã que o imperador acabava recentemente de abraçar. Era o tutor espiritual do imperador, quem estava por trás em suas decisões acerca das ações que principalmente possuíam cunho religioso.
Os líderes evangélicos brasileiros aprenderam na prática a o valor de “estar por trás” de alguém que tem o poder, pois não se têm os inconvenientes daqueles que exercem o poder de fato, como por exemplo; a responsabilidade sobre quaisquer erro de governo, pois quando o governante erra, quem é responsabilizado direta pelo povo e pela mídia não é o conselheiro, que nem mesmo aparece ao lado do governante, mas o próprio governante.

No entanto, aqueles que se colocam atrás do que governa ditando as regras são os verdadeiros arquitetos do poder, aos quais os os governantes, por por obediência consentida ou por obediência coerciva, acabam se ajoelhando como marionetes perante o poder daquele que o controla.
Silas Malafaia ameaçou e Marina Silva se pôs de joelhos:

Um outro Twiter fez a correta interpretação dos fatos sobre o Lactâncio brasileiro:

Lembro-me da carta do jogo NWO, em que isto já se anunciava, na legenda da car se lê:

“Este grupo (os religiosos) podem interferir em qualquer ação feita por “privilegiados” ou com a ajuda de qualquer grupo direto ou conservador. Se ele fizer isso, a ação não é mais privilegiada”


Isto significa que o império religioso interfere em ações de grande magnitude, e quando o faz contra alguém carismático, este alguém perde seu “carisma” frente ao povo. Se o império religioso falar ao seu rebanho contra um candidato à presidência, este candidato perderá audiência e cairá nas pesquisas, resultando em sua derrota no dia da votação. Mas se o império religioso fortalecê-lo, ele facilmente terá muitas chances de ser o vencedor. O termo “privilegiados” pode ser substituído pelo termo “pessoas carismáticas”. Isto estava prescrito em um jogo de RPG de 1995.

Nunca antes o que sempre esteve oculto se revela de forma tão clara e patente diante de nossos olhos. Silas Malafaia é apenas mais um personagem deste grande império religioso cristão teocrata que nasce no Brasil. E o Brasil por sua vez é apenas um pequeno império que nasce no novo mundo para governar entre os 10 reinos, e do sub-grupo que faz parte (BRICs) é o representante da América Latina. Os BRICs não faz parte do grupo globalista Americano (Rockfeller, George Soros, etc), nem do Islâmico (Califados e Repúblicas Islâmicas), mas do modelo Russo-Chinês (Comunista); do qual igualmente Índia e África do sul se acoplam. Devemos portanto imaginar a mistura da Teocracia cristã com o pensamento esquerdista em que Marina Silva faz parte (PSB – Partido socialista Brasileiro). Imaginem só essa união!

Em termo objetivos: a união de Marina Silva (já esquerdista e evangélica) e agora domada pelo império religioso teocrático com o projeto de poder teocrático evangélico. Pense na síntese dessa união no que vai dar. Cristianismo de esquerda? Cristianismo comunista governando o Brasil?
Para me despedir assistam esse vídeo, e vejam a revelação do jornalista sobre Marina Silva:

Marina Silva é uma senhora muito perigosa. Ela parece que é doce e boazinha mas ela é muito perigosa e de idéias muito ruins… A coisa vai ficar muito ruim e muito perigosa com o fortalecimento da dona Marina Silva, aguardem… A pior coisa que pode acontecer no Brasil é a Marina, é pior que o PT!

 FONTE: www.liberta-te.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário